segunda-feira, 6 de junho de 2011

Porque será?

Terminou mais um acto eleitoral. Os resultados são por demais conhecidos e espelham o que se esperava. Reflectiram a análise que havia feito, e reforçaram o que disse a um amigo numa sexta-feira de manhã á volta da mesa, quando tomávamos café. Embora ele discordasse disse-lhe que o PSD ganharia ao PS por cerca de 10%. Mais uma vez, lamentavelmente, tive razão. Não é a primeira e não deverá ser a última, mas o que me deixa pensativo é o ter razão sempre antes do tempo. Depois é irrelevante, já não vale de nada.
Mas não foi por isso que estou a escrever estas linhas. São apenas para uma pequena análise de resultados e de apoios. Quatro Presidentes de Câmara, eleitos em listas de movimentos independentes no Alentejo, apoiaram José Sócrates. Em 3 desses Municípios o PS ganhou (Alandroal, Redondo e Sines) e somente em Estremoz o PS perdeu. O Partido socialista teve menos 2220 votos relativamente às legislativas de 2005.
Mesmo contando com o apoio de Luís Mourinha o Partido Socialista não ganhou no Concelho de Estremoz, sendo que o voto urbano foi maioritariamente no PSD, logo aquele que mais perto está do Rossio Marquês de Pombal.
Cada um tirará as suas ilações. A mim só me vem á memória um célebre jogador de futebol que quando comemorava um golo levantava a camisola, e por baixo numa t-shirt branca tinha escrito “Porque Será?”. Do guaraná não será certamente.