quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Presidenciais 2011

A campanha para as eleições presidenciais de 2011 tem sido, do ponto de vista da discussão daquilo que é a função presidencial, muito fraca. Centrou-se em assuntos paralelos à própria campanha e não no cerne da questão.
Também é verdade que, porventura fruto da crise que o País atravessa, a mobilização é praticamente inexistente. Não se mobiliza para uma campanha e para uma luta política chamando à cena meia dúzia, seja por desinteresse seja por estratégia, e as várias candidaturas não têm conseguido mobilizar os portugueses, até mesmo aqueles que geralmente aparecem, nem que seja só para a fotografia.
Porque faz falta uma campanha de mobilização e de discussão dos problemas e da função presidencial, para animar um pouco ….