quarta-feira, 21 de abril de 2010

A cidade planeada

A cidade de Brasília (a cidade planeada) foi inaugurada a 21 de Abril de 1960. O seu plano urbanístico, conhecido como “Plano Piloto”, foi elaborado pelo urbanista Lúcio Costa e muitas dos construções foram projectadas pelo arquitecto Óscar Niemeyer.
Brasília é a terceira capital do Brasil, depois de Salvador e do Rio de Janeiro e já em 1761 o Marquês de Pombal apresentou a proposta de mudança da capital do império português para o interior do Brasil.
A idealização do “Plano Piloto” pertenceu à Comissão de Localização da Nova Capital Federal, que sob a presidência do Marechal José Pessoa Cavalcanti Albuquerque elaborou um robusto relatório, com o titulo “Nova Metrópole do Brasil”, sendo responsável pela localização da actual capital brasileira.
Inicialmente, e sob proposta de José Pessoa, o nome da capital era “Vera Cruz”, estabelecendo o paralelismo com nome dado inicialmente ao Brasil pelos descobridores portugueses. O plano respeitava as tradições históricas, com proposta de nomes para as grandes avenidas como “Bandeirantes”, “Independência”, entre outros, e diferentes da toponímia que hoje se pratica naquela cidade.
O Edital do concurso do Plano Piloto foi assinado em 1956 por Ernesto Silva, que sucedeu a José Pessoa, tendo sido publicado no Diário Oficial em 30 de Setembro de 1956.
Todo o traçado das ruas de Brasília obedece ao estabelecido no plano pela empresa Novacap, a partir do anteprojecto do arquitecto Lúcio Costa, sendo que os principais edifícios públicos foram projectados por Niemeyer.
A cidade foi construída em tempo recorde, trabalhando-se de dia e noite, mas a efectiva transferência do governo só aconteceu na década de 1970. Pensada para 600 mil habitantes, tem hoje 2,6 milhões de habitantes.